Rieu

15/11/2018

LIMPE O SEU CAMPO ENERGÉTICO E CRIE UMA NOVA CENTELHA

LIMPE O SEU CAMPO ENERGÉTICO 
E CRIE UMA NOVA CENTELHA
Mensagem de Jennifer Hoffman
13 de Novembro de 2018

A energia da semana passada foi intensa e esta semana também é intensa, de uma maneira diferente.

Nós tivemos muito caos compartilhado na semana passada, e nesta semana o caos é em um nível mais pessoal.
 
Se na semana passada foram sacudidas todas as folhas das árvores, nesta semana você terá que limpar o que está em seu próprio quintal. Temos muita energia de apoio contínua para mudanças e transições, mas a escolha é primordial e temos que fazer nossas próprias escolhas, respeitando as dos outros.

O que estamos vendo é uma grande limpeza de energia no mundo, como nos está sendo revelado.

Lembre-se: o movimento de energia é como uma porta giratória, o que sai está sendo substituído pelo que chega. Nós recebemos o que estamos prontos com o que alinhar e para o que nos preparamos. Esse processo de preparação começa com a limpeza da energia densa de nosso campo de energia e esse é o tópico da mensagem.

Você já se sentiu preso, desmotivado e impotente?
Sua energia alguma vez pareceu pesada, densa e você não conseguiu se mexer?

Quando isso acontece, nossa frequência e vibração do campo de energia estão fora de alinhamento com a nova energia que estamos trazendo e isto está retendo muita energia densa do passado.

É hora de esclarecermos isto para liberarmos o que está agora fora de alinhamento com nossa nova intenção de vida. Mas isso significa sair da nossa "zona de conforto" e não gostaríamos de fazer isso. Podemos esperar até que as coisas melhorem ou deixar que o Universo faça o primeiro movimento por nós. É muito mais fácil fazê-lo nós mesmos e irei explicar como isso funciona.

Na mensagem desta semana, descrevo o processo porque acho mais fácil explicar esses princípios usando adereços, como uma vela de ignição, para mostrar como as coisas funcionam. Depois de algum tempo, as velas de ignição ficam gordurosas e sujas e precisam ser limpas.

Meu pai costumava usar uma pequena escova de arame para limpá-las. Assim, elas funcionam melhor e produzem mais energia para o motor. Os mecanismos de disparo das velas de ignição deixarão de funcionar corretamente quando sujos, e o automóvel não irá usar combustível de forma eficiente

Este é o nosso processo, também, porque quando o nosso campo de energia fica obstruído, não podemos ficar motivados ou encontrar energia para avançar. Parte dessa dúvida e confusão surge do nosso medo da mudança e do nosso desejo de permanecer na nossa zona de conforto, onde estamos seguros, sabendo o que acontecerá a seguir.

Nossa zona de conforto nem sempre é onde estamos confortáveis, é onde nos sentimos seguros e protegidos, ainda que estejamos insatisfeitos. Sair da nossa zona de conforto nos coloca em nossa zona de desconforto, o lugar onde não temos certeza, não estamos seguros e não nos sentimos mais no controle.

Embora pensemos que nossas escolhas estejam entre ser feliz ou infeliz, por exemplo, elas são realmente uma negociação que fazemos com nós mesmos sobre quanta mudança que iremos permitir em nossas vidas e quanta zona de desconforto poderemos tolerar.

Uma vez que limpemos a energia densa e tiremos toda a sujeira e gordura, estamos prontos para criar uma nova "centelha" em nossas vidas. E isso pode exigir alguns ajustes também.

Precisamos criar um espaço maior para mais luz e energia?

Precisamos estar preparados para brilhar muito mais intensamente?

Que outras mudanças acontecerão em nossas vidas por causa disso?

Como o alinhamento geral em nossas vidas muda com esse ato muito poderoso de eliminar a densidade do nosso campo de energia?

Espero que você encontre as respostas para essas perguntas.

Meu pai costumava me deixar ajudá-lo a trabalhar em carros e lembro-me dele me dizendo sobre como era importante manter as velas de ignição limpas porque elas forneciam a energia que fazia o carro funcionar.

Ele também me deu minha primeira ferramenta de abertura de vela. Saber como manter as velas de ignição limpas é uma boa maneira de garantir que o motor funcione sem problemas e que haja uma abundância de energia para manter tudo avançando.

Manter as velas de ignição limpas e com folga adequada garante que o motor funcione de forma suave e eficiente. Isso também se aplica ao nosso campo de energia.

Se o seu campo de energia estiver obstruído, não será fácil resplandecer a sua luz e, ocasionalmente, precisaremos verificar a "lacuna de luz" para garantir que tenhamos espaço suficiente para a centelha.

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação - DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
https://enlighteninglife.com
Tradução: Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

LUZ!
STELA

14/11/2018

Conexão da Semana: O Espelho




                         Conexão da Semana: O Espelho    

    A cada semana lemos uma porção da Torá. Na porção anterior Jacob havia feito parte de uma grande trapaça, ao enganar o irmão para tomar a sucessão do patriarcado. É verdade que o plano era de sua mãe e que ele era mais apropriado para o cargo. Mas quando seria a mentira justificável?

    Jacob então se afasta e vai morar na cidade do tio, onde se apaixona pela prima Raquel, por quem é obrigado a trabalhar sete anos de graça. O tio lhe ludibria e obriga-o a casar também com sua outra filha, Lea, e assim dobra para catorze anos o tempo de trabalho gratuito. Nada na Torá aparece a toa e é notável que ele seja enganado pelo tio na porção seguinte ao episódio em que ele engana o irmão.

   A conexão desta semana pede para refletirmos profundamente sobre o nosso comportamento. O quanto agimos com mentira ou verdade com todos a nossa volta, e principalmente, com nós mesmos. Faça isto e você descobrirá que a forma com que age com o mundo, o mundo age com você.

Shalom!

Atenção:

Estamos a caminho de Chanuka, foco nos bons pensamentos!
Para aprofundar a conexão leia o capítulo 04 do livro "Aqui, Agora".
 
[]s Ian Mecler.
     

11/11/2018

A jornada da vida




A PACIÊNCIA VERSUS A IRRITAÇÃO



A PACIÊNCIA VERSUS A IRRITAÇÃO

Você faz tudo certo.  Você cumpre com as suas obrigações.
Você colabora, ajuda, facilita a vida dos outros.
Você oferece muita coisa boa, mas nem sempre recebe o que merece.
Você fica FRUSTRADO, com raiva e irritado.
Você se DESMOTIVA e muda sua forma de ser.
Aos poucos você muda, e NÃO é para melhor.
Aos poucos você fica igual os outros: ineficiente.
Muita coisa boa deixa de acontecer na sua vida.
Muita alegria deixa de surgir.
Muito aprendizado não acontece.
Você ficou IGUAL aos piores.
Você já está vingado: também NÃO oferece coisa boa.
Você ficou igual aos piores e está perdendo muito com esta decadência.
A regra é: quem possui muito evoluiu tem que AGUENTAR que a suas qualidades ajudem a várias pessoas que “não merecem”.
Isto mesmo!
Se você for capaz de fazer algo bem feito, nem sempre receberá uma palavra de gratidão.
Mas, você tem que persistir. Tem que continuar a fazer tudo com qualidade e honestidade.
Sempre haverá aqueles que reconhecerão e retribuirão.
Para não perder o que é bom tenha paciência e persistência.
Perca com os ingratos, mas esteja de porta aberta para os gratos.
Perca com os negativos, mas esteja de porta escancarada para os positivos.
Perca com os preguiçosos, mas esteja pronto para descobrir os motivados e os interessados.
Serão estas pessoas que se aproximarão através das suas qualidades. Serão elas que tornarão a sua vida melhor.
Tenha paciência e espere o momento destes encontros luminosos e benéficos.
Ao invés de decair, SE ELEVE.

Autor: Regis Mesquita

Texto postado originalmente no Aplicativo DIA A DIA ESPIRITUAL

04/11/2018

Conexão da Semana: O Bem e o Mal



                         Conexão da Semana: O Bem e o Mal     



A conexão desta semana fala sobre uma disputa muito difícil entre dois irmãos gêmeos: Jacob e Esaú. Um é suave e contemplativo. O outro um guerreiro,  tomado pela reatividade.  Por trás dos arquétipos destes personagens a Torá nos fala também sobre uma disputa que ocorre dentro de cada um de nós.

Como, por exemplo, quando a noite você jura abandonar um vício e pela manhã resolve adiar. Ou quando você promete que vai se dedicar mais aquilo que realmente importa em sua vida e logo depois volta a ficar encoberto pelo mundo aparente e ilusório.

O fato é que, ao se observar diante destas questões, você inevitavelmente irá reconhecer  dentro de si mesmo distintos personagens, diferentes inclinações. E não há um único ser humano na face da terra que não tenha que lidar com o conflito entre suas inclinações positivas e negativas.

Fundamentados nesta conexão, ampliamos a nossa consciência para perceber que o bem e o mal que vemos no mundo está dentro de nós mesmos. Esse é o ponto de partida, porque, como dizia Sócrates: "Se você quer transformar o mundo, comece transformando o seu interior."

Shalom!
Atenção: Aprofunde a compreensão dessa conexão com a leitura do capítulo 3 do livro "Aqui, Agora". Rituais ao vivo, 3af, 6af e Sábado, online e gratuitos, também ajudam no processo de crescimento. E o novo curso "Oa 12 Sentidos" online vai começar dia 06/11. 
 A nova mini aula da semana abaixo.
[]s Ian Mecler.                                                                                           
                                        

VOCÊ E AS ENERGIAS DE NOVEMBRO


VOCÊ E AS ENERGIAS DE NOVEMBRO
UM GUIA PARA NAVEGAR NESTES MOMENTOS
Mensagem de Selácia
30 de Outubro de 2018

É provável uma montanha-russa emocional em Novembro, especialmente devido ao aumento das tensões sociais depois que um nível sem precedentes de violência alimentada pelo ódio se revelou. Na verdade, este é o lado negro da humanidade e está surgindo para a cura em grande escala.

Está acontecendo em cidades pequenas a grandes, nos negócios, nos círculos sociais, online e em debates políticos antes das principais eleições, como as dos EUA, em 6 de novembro. Continue a ler para obter insights sobre como responder de maneira otimizada a essas energias e o que você pode fazer para se conectar com potenciais positivos.


A GRANDE CENA

Primeiro, vamos voltar à grande cena. A humanidade tem um lado sombrio, mas a maioria das pessoas não está cheia de ódio. A maioria das pessoas é atenciosa, amorosa e gentil. Alguns são mais amorosos do que outros, é claro, mas as pessoas em geral fazem o possível para se dar bem.

É apenas uma pequena proporção da população que conscientemente procura oprimir e destruir os outros. É apenas um pequeno número dentro da nossa sociedade global que acredita que eles têm o direito a níveis de riqueza e poder que, de fato, causam grande sofrimento e perda de vidas neste planeta.

Em segundo lugar, lembre-se de que os ciclos de transformação levam muito tempo. Há fases, e isso é muito confuso. É provável que fique mais confuso. No entanto, nós prevalecemos. Confie nisto. Somos agentes de mudança divinos e, como tal, estamos preparados para prevalecer e sermos vozes instrumentais na dança caótica da mudança.

Terceiro, como mencionado em artigos recentes, é importante que permaneçamos presentes e ativos durante esses tempos difíceis. É horrível ver pessoas inocentes massacradas devido ao ódio e às intenções mesquinhas dos outros.

É impensável contemplar que hoje em 2018 ainda temos esse nível de atrocidade na Terra. No entanto, não devemos desviar o olhar. Para mudar esses resultados, devemos olhar diretamente e sem medo. Não devemos deixar o ódio nos imobilizar.

Em quarto lugar, em um nível pessoal, é vital que você reponha regularmente sua energia e se conecte com sua própria sabedoria superior nesses momentos. Peça uma visão mais elevada. Peça que seu amor expresso no mundo seja um antídoto para o ódio. Não deixe que o ódio extinga seu fogo. Use sua energia cheia de luz para trazer amor a situações e tragédias alimentadas pelo ódio.

Em quinto lugar, não perca a fé na capacidade da humanidade de chegar ao outro lado do nosso atual abismo. Seja alguém que tenha a visão de um novo mundo no qual as pessoas estejam unidas e se amando. Seja corajoso o suficiente para escolher o caminho elevado do espírito, mesmo quando outros não o façam.
SUAS ESCOLHAS AGORA IMPORTAM

Quando você nasce certas coisas são destinadas, como sua ascendência e local de nascimento. A maioria das coisas, no entanto, é fluida, manifestando-se em resposta às suas escolhas ao longo do caminho. Escolha sabiamente.

Cada escolha determina uma vasta gama de escolhas futuras que você terá. Cada escolha se torna parte da maneira única pela qual você decide aparecer no mundo. Cada escolha determina o impacto que você pode ter no mundo. Cada escolha se torna a base de como você pode ajudar a mudar o mundo para melhor.


A LUA EM NOVEMBRO

Aqui estão as datas da lua para observar em Novembro, cada uma delas energeticamente significativa.

Lua Nova em Escorpião, em 7 de novembro - Nesta lua você pode ter uma oportunidade para começar de novo com um relacionamento ou projeto fundamental e importante para você. Esteja aberto para ver as coisas com novos olhos. Ninguém e nada permanece igual. Permita a mudança e seja uma força para mudanças positivas em todas as coisas.

Lua Cheia em Gêmeos, em 22-23 de novembro - Esta lua traz amplificação e potencial para adicionar uma nova dimensão a algo em sua vida. De abordar as coisas com uma mente aberta e coração aberto. Esteja disposto a expandir seu ponto de vista além do que você acha que é possível. Esteja atento às conversas, lembrando-se do poder de suas palavras para impactar os outros e mudar o curso dos acontecimentos.


MERCÚRIO RETRÓGRADO

Enquanto isso, outras energias para navegar incluem o Mercúrio Retrógrado, começando de 16 de novembro a 6 de dezembro. Um uso sugerido deste tempo é a reflexão a nível interno sobre sua vida e o que você quer mudar antes do final do ano.

Uma maneira de iniciar essa reflexão é fazer perguntas como as seguintes antes do trabalho interno ou do tempo dos sonhos.

PRIMEIRO, o que eu preciso liberar para ter mais paz interior e sucesso?

SEGUNDO, qual das minhas metas de 2018 é a mais importante para focar?

TERCEIRO, quais são os temas dos padrões ancestrais do DNA que continuam a bloquear meu progresso?

Sugestão: Ao fazer o processo interior com essas perguntas, lembre-se de relaxar e evitar o excesso de pensamentos. Siga os primeiros insights que vierem a você.


VOCÊ É NATURALMENTE INTUITIVO

Você é naturalmente intuitivo. Use este presente para sua melhor vantagem agora, estando presente e ouvindo profundamente as nuances das situações. Algo pode acontecer, pois quando você está presente e toma as medidas apropriadas, isto pode mudar todo o curso da sua vida.

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação - DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
http://selacia.com
Tradução: Regina Drumond -reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

LUZ!
STELA
***
Sou grata.
Amor e Luz, sempre.

29/10/2018

Nunca ter de Dizer Adeus


 

Nunca ter de Dizer Adeus 


O poeta Tagore disse: "A morte não é extinguir a luz, é apenas desligar a lâmpada porque a aurora chegou". O meu marido, o Rav Berg, ensinou muitas vezes que a morte é a maior ilusão de todas - que descobriremos que apenas fomos por outra porta. A iminência da morte é indiscutível. Perder alguém que amamos é uma das maiores dores da vida, mas espero que com a sabedoria da espiritualidade e a Luz do Criador possamos ajudar a superar isso. Como muitos kabbalistas de todas as gerações predisseram, virá o dia em que não mais haverá morte, será tragada e desaparecerá do nosso meio. E não nos aponta isso mesmo a natureza já? Quando as folhas morrem e caem no outono, não temos nós novas folhas na primavera? Não vemos nós, nos olhos das crianças, os entes queridos que se foram? Acredito que não existe a morte, porque a energia nunca morre, apenas muda de forma. A nossa alma continua, mesmo que o corpo não. A alma continua em outras encarnações, mudando a sua existência para novos recipientes. Tal como água que se transforma em vapor, tudo simplesmente muda de forma. Nunca na verdade dizemos adeus a nada, apenas seguimos por uma outra porta, como o Rav nos disse.

Esta semana, seremos capazes de ter um vislumbre do imortal, tocando na infinitude, onde a morte não existe. Somos revitalizados, renovados, e ressuscitados física e espiritualmente. Estar vivo é ser um ente em transição, e esta semana entendemos este segredo profundo.
O nosso guia e a sabedoria para esta semana é a porção Chaye Sarah, ou A Vida de Sarah. É a história da passagem da mulher de Abraão, e a descoberta, por parte de Isaac, da sua alma gémea. Sarah viveu 127 anos. Cada ano da vida de Sarah foi preenchido com a Luz do Criador. Diz-se que mais tarde ela reencarnou como rainha Esther, que governou sobre 127 nações.

Abraão e Sarah eram almas gémeas, ambos eram profetas, e no entanto, está escrito que Sarah era melhor profetisa do que Abraão. Sarah era tão Justa que até os anjos se submetiam ao seu comando. Poderia semelhante presença e tão grande entidade, chegar assim tão facilmente ao fim e desvanecer-se? A resposta é não.Sarah continuou a viver mesmo depois da morte.

Depois de Abraão enterrar Sarah, ele ordenou ao seu servo que fosse à procura da alma gémea do seu filho Isaac. O servo viajou para onde Abraão previra que estivesse a alma gémea do filho Isaac, encontrou-a e voltou com ela. O seu nome é Rebeca. Quando Isaac conheceu Rebeca, ele levou-a à casa da sua mãe e no momento em que ela entrou, a tenda encheu-se de Luz. Quando Sarah morrera, a Luz da sua casa extinguira-se mas quando Rebeca se juntou com Isaac, a Luz reapareceu. "E Isaac levou-a à tenda da sua mãe, Sarah e tomou Rebeca e ela tornou-se sua mulher e ele amou-a, e Isaac foi confortado após a morte da sua mãe". A Torah está a ensinar-nos sobre a transição da energia e a continuidade da vida. Isaac foi confortado como se a sua mãe estivesse viva de novo, e na verdade ela estava. A sua energia regressara, e afinal, nós apenas nos conectamos à energia de algo. Nós amamos a fisicalidade da pessoa, mas amamos muito mais a sua energia porque somos mais energia do que matéria. Chaye Sarah permite-nos ver a nossa imortalidade e sermos reconfortados pela infinitude da vida, mesmo quando pode parecer o contrário.
A porção de Chaye Sarah esta aí para nos infundir com a sabedoria necessária e a coragem de acreditar no grande mundo que se encontra bem por detrás do nosso. Quando partimos, entramos num reino bem maior do que este, na terra,. Somos apenas pequenas velas comparadas com a enormidade da Luz do sol do Criador. Na verdade, nunca precisamos de dizer adeus a ninguém ou a nada. A energia não cessa de existir, mas encontra um novo recipiente onde morar. Podemos ver os nossos avós nos olhos dos nossos filhos, tal como vemos novas flores a desabrochar a cada primavera. O amor que sentimos nunca morre e não precisamos nunca de lhe dizer adeus. Pode sempre ser encontrado nos corações dos nossos amigos, dos nossos filhos, ou na luz de uma nova aurora. Quando partirmos, voltaremos à maior fonte de energia, onde podermos brilhar ainda mais do que fomos capazes aqui na terra.

Quando o Rav Brandwein,o professor do Rav Berg, partiu deste mundo, o Rav Berg sentiu no inicio uma enorme tristeza. Mas após algum tempo, ele percebeu que então o Rav Brandwein o estava a ajudar mais do que alguma vez fora capaz de ajudar quando esteva neste mundo.

Na sua meditação esta semana, transporte-se para um local sossegado e uma noite calma, para o sopé de uma montanha. Estamos a momentos do romper da aurora e teve ao seu lado a noite inteira, o brilho caloroso e belo de uma lanterna. A lanterna ilumina ao seu redor, mantendo afastado o manto escuro da noite. A lanterna brilha forte e clara, cintilando como um diamante. É então, que à distância, você começa a ver um raiozinho de sol no cimo da montanha, lá no horizonte. A aurora chegou e a luz começa a brilhar sobre a terra, levando as árvores e as montanhas a brilhar. A cada instante a luz do sol brilha mais intensamente numa manhã clara e fresca. As aves começam a cantar e você sente uma alegria indescritível, sabendo que encara um novo dia cheio de novas bênçãos e possibilidades. Então, sem hesitar, baixa-se e apaga a lanterna. O sol da manhã brilha no vidro da lanterna, cintilando ainda com maior esplendor do que brilhara durante a noite. 



Se você receber este e-mail de um amigo e gostaria de subscrever: clique aqui

28/10/2018

Conexão da Semana: A Boa Sorte


                        Conexão da Semana: A Boa Sorte

   

 A porção da Torá desta semana conta a história de amor entre Isaac e Rebeca. Abrahão pede ao servo para buscar  uma esposa para Isaac. Ele estava preocupado, porque o servo poderia voltar sozinho ou trazer uma mulher que não fosse do agrado de seu filho. No entanto, o servo chega acompanhado de uma linda e afetuosa mulher, pela qual Isaac se apaixona a primeira vista. E Rebeca se tornaria uma grande alegria na vida de Isaac. Teria sido sorte?

     Analisando a situação, iremos observar que Abrahão era um homem com grande desejo de compartilhar. Escolheu criteriosamente seu servo mais querido para buscar uma esposa para o filho. Isaac, por sua vez, estava orando, em profundo estado meditativo, quando avistou Rebeca pela primeira vez. Haveria receptor melhor para se encontrar um grande amor?     
 
      A conexão desta semana nos traz sorte. Porque no momento em que compreendemos o quanto somos parte integrante de tudo aquilo que nos acontece, ficamos prontos para re-escrever o roteiro de nossa vida.  

Shalom!
Atenção: Dia 06/11 iniciaremos o novo curso online "Os 12 Sentidos". Oito aulas com ensinamentos iluminados, que voce assiste quando quiser (2 aulas por semana). E uma vez por semana teremos um encontro meditativo ao vivo, exclusivo para os inscritos. O Modulo 1 é pre-requisito. Ainda há tempo de você se inscrever.  Abaixo a nova mini-aula.  

Mini-Aula 05:https://youtu.be/tQdiKLnvFJ4

[]s Ian Mecler.



UM PRESENTE ALÉM DE COMPARAÇÃO DO ARCANJO MIGUEL

UM PRESENTE ALÉM DE COMPARAÇÃO 
DO ARCANJO MIGUEL 
Ronna Herman Vezane
21/10/18

Eu lhes ofereço quatro anjos magníficos de minhas Legiões de Luz.
Como vocês gostariam que eles lhes servissem?

Tudo o que vocês precisam fazer é pedir. Eles os orientarão, guardarão e protegerão. Eles irão inspirá-los e ajudá-los a alcançar seus objetivos, bem como dar-lhes força e coragem.

Tudo o que vocês precisam fazer é ser claros em sua intenção: pedir pelo bem maior de todos e, em seguida, seguir os sussurros do seu coração, enquanto realizam a ação necessária para concretizar os seus sonhos.

Seus guias angélicos os ajudarão em suas questões de saúde em cooperação com o seu Corpo Elemental (mente subconsciente profunda). Eles os ajudarão em seus esforços criativos, e eles podem expandir ou comprimir o tempo quando vocês pedirem que eles assim o façam, se isso for apropriado.

Quanto mais vocês entrarem em sintonia com os seus assistentes angélicos e buscarem mais a sua cooperação, mais forte será a conexão. Nesse momento a baixa voz interior ou as súbitas inspirações que vocês recebem é a maneira deles de se comunicar com vocês.

Vocês devem pedir sua ajuda, porque eles não infringirão o seu livre-arbítrio. Eles são tão reais quanto qualquer coisa que vocês possam ver ou tocar em sua realidade e o maior desejo deles é servi-los. Nós estamos sempre perto. Invoquem-nos e responderemos.

EU SOU ARCANJO MIGUEL

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação - DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
http://www.StarQuestMastery.com ** Email: RonnaStar@earthlink.net
Tradução: Ivete Adavaí Brito – adavai@me.com – www.adavaiwordpress.com
Grata Ivete!

LUZ!
STELA
***
Sou grata. Paz e Luz!

25/10/2018

Conexão da Semana: Viver com Inspiração




             Conexão da Semana: Viver com Inspiração         

     Uma história bíblica muito difícil de se aceitar, se interpretada literalmente, é a do sacrifício de Isaac. É evidente que Deus, tendo acompanhado Abrahão por toda a sua vida, jamais iria desejar que ele sacrificasse um filho tão amado. O sacrifício exigido deveria ter algum outro significado.

     Seu filho Isaac já era um homem crescido, e a família levava uma vida muito tranqüila. Os dias se repetiam iguais, um após o outro. Mas para um homem devoto como Abrahão, um autêntico místico, os momentos precisam ser vividos intensamente. Pessoas assim precisam estar sempre superando obstáculos e se renovar. 

     Abrahão seguiu para cumprir a ordem divina. Por três dias caminhou com seu filho em direção ao sacrifício. Três dias repletos de reflexões, silêncio e amor. Assim, o ciclo de repetição foi quebrado e com o resgate do sentimento do amor, significado principal da vida, o que foi realmente sacrificado foi o modo de viver repetitivo e mecânico.

     Nesta semana, influenciados por esta passagem bíblica, rompemos com tudo aquilo que esteja mecânico em nossa vida. Com esta consciência procuramos Viver com Inspiração.

Shalom!
Atenção: Abaixo o link para a 4a mini-aula de Torá. Recomendamos também a leitura do capítulo 1 do livro "Aqui, Agora", ideal para esta semana.
Nova Mini-aula 04:https://youtu.be/-KFZZSqXYzc

[]s Ian Mecler.