Rieu

15/07/2018

A nossa chamada a amar



A nossa chamada a amar 

Diz-se que se temos um verdadeiro amigo nesta vida, somos realmente muito afortunados. A verdadeira amizade ocorre quando há amor autêntico entre duas pessoas, cada uma disposta a sacrificar-se pelo outra. Um verdadeiro amigo estará lá quando precisarmos dele. É o tipo de relacionamento que é criado através do cuidado de ambos os lados. As suas necessidades tornam-se as nossas necessidades. Este tipo de proximidade é a sensação de que a outra pessoa é uma parte de você, da mesma forma que a sua perna e braço são uma parte do seu próprio corpo. É um amor que nos esforçamos por experimentar pelo menos uma vez nas nossas vidas.

A verdade é que, amar o outro desta forma, é realmente amar o Criador, pois eles são um e o mesmo. Ganhar uma amizade verdadeira requer deixar ir alguns dos nossos próprios desejos em prole dos desejos do outro. Quando o seu amigo está a precisar e você é chamado a ajudar, você vai responder? Você está disposto a dar quando não é fácil fazê-lo? Quando você genuinamente ama a outra pessoa, a resposta é simples, é claro. Chegará sempre o momento em que não podemos simplesmente falar sobre amor, em que em vez disso somos convidados a mostrá-lo. É então que revelamos a Luz que nascemos para revelar neste mundo. Quando amamos os nossos semelhantes, ateamos a centelha Divina dentro de nós, tornando-a uma poderosa Luz. Este é o nosso verdadeiro destino e propósito.

Esta semana, ouvimos o chamamento para o amor. Estamos perante o dia conhecido como o 9º de Av. É o dia em que uma enorme quantidade de Luz é gerada. Ao longo da história, no entanto, tem sido um dia de negatividade, pois quando esta Luz não é canalizada adequadamente, pode deixar-nos esmagados. Mas, este ano, utilizando o poder presente nesta semana, podemos finalmente atender ao chamamento para amar o nosso companheiro, acabando com o julgamento e o ódio sem razão. Ser um canal de bondade amorosa proporciona a capacidade de usar esta Luz do 9º de Av para o bem no mundo. Esta semana somos convidados a não meramente falar sobre o amor, mas a agir em nome dele.

O nosso suporte esta semana é a porção Devarim.

Devarim significa “as palavras de Moisés”. Finalmente, após 40 anos, Moisés expressa os seus sentimentos aos israelitas. Lembra-os de todos os seus erros ao longo dos anos, expressando livremente a sua preocupação. Como um pai amoroso, abre o coração para aconselhá-los sobre como ter êxito na sua missão para a Terra Prometida. Moisés volta a relatar o que aconteceu durante aqueles anos e lembra os israelitas de todas as vezes que duvidaram, reclamaram e agiram com pouca certeza na Energia Divina que os guia. Lembra-lhes, também, de quando o Criador lhes concedeu o sucesso na conquista de terras e inimigos. Isso torna-se um ponto de viragem para os israelitas, que despertam para a necessidade urgente de deixar de agir com medo e começar a agir com amor ao Criador e de uns para os outros.

Devarim é o primeiro capítulo do livro final da Torá. Este livro final lida com o nosso mundo físico, e, consequentemente, todas as nossas ações nele. Somos incentivados a colocar a nossa sabedoria em ação, a deixar de lutar uns com os outros, e começar de uma vez por todas, a amar o nosso próximo como nos amamos a nós mesmos. Na história, no dia 9º de Av, ambos os templos foram destruídos porque as pessoas simplesmente não conseguiam dar-se bem. Todos os anos, se continuarmos a seguir este caminho, é como se os templos fossem destruídos novamente.

Devarim cai sempre na semana antes do nono dia de Leão, a fim de inspirar-nos a percorrer o caminho do amor. Esta semana, recebemos a visão do nosso futuro e ganhamos consciência da magnitude da nossa existência como uma comunidade global. Tratar o nosso companheiro com nada menos que a dignidade humana pode já não ser uma escolha, mas uma necessidade vital. O nosso planeta anseia por harmonia e paz.

Moisés visita cada um de nós esta semana, incentivando-nos a prepararmo-nos para a grande Luz que vem aí. A Luz disponível no dia 9 de Av é conhecida como a Luz do Messias, um momento em que todo o caos, dor e sofrimento é varrido da face da terra. Esta Luz incrível é o nosso grande dom, se estivermos abertos para canalizá-lo através do amor e para cuidar uns dos outros. Moisés lembra os israelitas de que a Energia Divina continuará a guiá-los e a apoiá-los. Promete que o Criador vai lutar por eles agora e no futuro. Implora aos israelitas, e a todos nós esta semana, para, finalmente, abrirmos os nossos corações a fim de alcançar a unidade uns com os outros, pois desta forma seremos capazes de nos unir com a Divindade. Moisés visita-nos na esperança de que este será o ano em que estamos finalmente abertos a ouvir que só através do amor seremos capazes de criar o mundo dos nossos sonhos.

Nas suas meditações desta semana, imagine-se no início de uma ponte sobre a água. Você começa a atravessar e nota alguém lá longe a caminhar na sua direção. À medida que se aproxima, você começa a ver que é o seu velho amigo, alguém que você ama muito, mas com quem perdeu recentemente a ligação. Ambos continuam a andar cada vez mais perto na direção um do outro e você sente o amor construir-se mais uma vez no seu coração. De repente, você sente-se a ficar mais leve e mais livre. Você deixa para trás ego, ciúmes e medos. Só há amor. Ambos se encontram no centro da ponte e abraçam-se com lágrimas nos olhos. Você foi reunido com o seu amigo e este amor mútuo, tal como a eletricidade, percorre o mundo inteiro.

Se você receber este e-mail de um amigo e gostaria de subscrever: clique aqui

14/07/2018

Conexão da Semana: Palavras


           Conexão da Semana:  Palavras        


Esta semana começamos o último dos cinco livros da Torá. Em um momento crucial, em que Moisés prepara sua despedida do povo que guiou por dezenas de anos,  temos uma porção, aliás, um livro inteiro, denominado “Palavras”.

Os cabalistas sabem do poder das palavras. Sabem que a palavra negativa destrói a vida de quem a usa, assim como a palavra construtiva eleva e transforma. Trata-se de um tema fundamental da Cabala: se você dá a devida atenção à sua relação com as palavras, isso, por si só, pode eliminar toda a negatividade de sua vida.

Por isso, nessa semana nos concentramos em trocar a maledicência por palavras de Luz. Cada palavra amorosa levar algo muito bom ao mundo. A conexão da Torá nos pede boas palavras.

Shalom!
Atenção: Mini-aulas semanais, Rituais on-line abertos a todos, cursos presenciais em 2 estados, 8 livros publicados, Curso dos 72 Nomes de Deus (5o dia hoje), Módulo 1 e Arvore da Vida online, filantropia que cresce a cada ano, fazemos tudo isso porque acreditamos na construção de um novo mundo.

[]s Ian Mecler.

Eclipse Solar incrivelmente benéfico com expendida Lua Nova. Por Claudia Lazzarotto Astróloga Kármica.


É hoje que acontece aproveite vire revire, renove e renasça!! Por Claudia Lazzarotto - Astróloga Kármica.
Um Eclipse Solar, que é um verdadeiro presente do Cosmos, acontece hoje dia 12/07/2018 as 23:48h no horário do Brasil e amanhã dia 13/07/2018 as 02:48h no horário mundial, de fuso 0. Este é o primeiro de dois Eclipses Solares incrivelmente benéficos. O próximo Eclipse Solar acontecerá em agosto e entre ambos teremos um Eclipse Lunar.
O eclipse de hoje acontece quando temos aspectos formando um Hexagrama, composto por dois fortíssimos Grandes Trígonos. Esta formação amplia muitas e muitas vezes a energia que já é liberada pelo Eclipse em si. E a soma destes dois fenômenos, nos traz uma ocasião maravilhosa para buscarmos, encontrarmos e solucionarmos, as questões mais profundas e difíceis de nossos seres.
Estes grandes Trígonos são, um de Terra, entre Saturno Retrógrado em Capricórnio, Vênus em Virgem e Urano em Touro, que nos auxiliará mais efetivamente a tomarmos posse de nós mesmos, e a nos posicionarmos com maior clareza e comprometimento, inclusive nos assuntos do coração e na nossa autoestima. E o Outro, Grande Trígono, de Água envolve Netuno retrógrado em Peixes, Júpiter em escorpião além dos próprios protagonistas deste Eclipse, o Sol e a Lua em Câncer, nos conecta com nossa essência Divina e com nossas verdades mais profundas, principalmente em nosso universo emocional. É importante sabermos que a correlação de dois grandes Trígonos gera uma forte energia que propicia a quebra de barreiras auto impostas pelo medo e pela insegurança.
Neste momento, é imprescindível estarmos abertos ao novo, às novas posturas e aos novos entendimentos. Uma vez que, além destes dois fenômenos, temos ainda nesta Lua Nova a oposição de Sol e Lua a Plutão retrógrado em Capricórnio, que nos fará o grande favor, de revirar tudo que encontrar mal resolvido dentro de nós.
Não será um favor nada sutil, parecerá mais um verdadeiro ponta pé, mas este tranco é justamente aquele que precisávamos levar a tanto tempo e que nos impulsionará a novas decisões e caminhos.
O que estiver caminhando bem, com a energia deste Eclipse poderá ficar ainda melhor, se nos mantivermos em alinhamento com nossa verdade essencial. Mas o que for pura zona de conforto, ou comodismo, fazendo parecer que está tudo ótimo por fora e na verdade por dentro está um caos, vai ser chacoalhado, com razão e por uma boa causa.
Esta energia começa a vibrar hoje, se completa com os dois outros eclipses que estão a caminho e vibrará até o próximo ciclo de eclipses.
Por isto, teremos tempo, mas seremos coagidos a agir de dentro para fora.
E como eu costumo dizer, o Plano Astral e Divino abre a porta, mas quem tem que passar é você, por si mesmo e em sua plenitude.

Eu Sou Claudia Lazzarotto - Astróloga Kármica.
Repassando do blog Anjo de Luz

13/07/2018

A ENERGIA DO ECLIPSE SOLAR DE HOJE


A ENERGIA DO ECLIPSE SOLAR DE HOJE
Mensagem de Emmanuel Dagher
13 de Julho de 2018

Estamos nos movendo através das energias alquímicas do Eclipse Solar.

As energias são muito poderosas e intensas no momento, o que qualquer um que seja sensível à energia pode sentir.

Um Eclipse Solar é uma das ocorrências astrológicas mais poderosas, porque muitas vezes traz consigo uma grande quantidade de mudanças.

Durante um eclipse, a consciência da humanidade é expandida, para que possamos nos sentir sendo levados além da nossa zona de conforto.

Seria uma idéia maravilhosa anotar as inspirações que recebemos neste momento, para que possamos disponibilizá-las para facilitar o acesso mais tarde, e integrá-las em nossas vidas.

Um eclipse também é um tempo para a cura, porque traz à tona padrões profundamente arraigados que não estão mais alinhados com nosso potencial mais elevado.

Se você e outras pessoas se sentirem um pouco mais emotivas ou sensíveis do que o normal durante esse tempo ... seja gentil consigo mesmo e com elas, pois isso permitirá que a cura que está ocorrendo seja uma experiência muito mais suave.

Quando usamos esse tempo para a cura, também é uma grande oportunidade para deixar de lado as ilusões da separação, e lembrar que sempre fomos Um com toda a Vida, inclusive um com o outro.

Este Eclipse Solar em particular está nos pedindo para nos tornarmos uma prioridade em nossas vidas.

Muitas vezes somos condicionados a nos colocar em último lugar, e ao fazê-lo acabamos manifestando coisas como ressentimento, luta, tristeza, depressão, exaustão e muito mais.

Ao nos tornarmos a principal prioridade em nossas vidas, não procuramos mais fora de nós mesmos para preencher um vazio. Entendemos que a única razão pela qual houve um vazio em primeiro lugar foi porque não estávamos escolhendo nos dar totalmente.

É isso o que significa nos tornarmos uma prioridade, dar-nos plena e livremente de maneiras que nos estimulem e nos empoderem a aparecer no mundo a partir de nosso eu mais autêntico e verdadeiro.

Esta é a hora de acolher o nosso autêntico e verdadeiro eu, porque nada menos do que isso é sentir a dor hoje em dia.

Uma das melhores maneiras de trabalhar com este Eclipse Solar é estarmos seguros sobre quais são nossas intenções e estarmos dispostos a segui-las quando a oportunidade se apresentar.

Durante um Eclipse Solar, meditar ao Sol fortalece nosso Sol interno (localizado na região do plexo solar /região do estômago), que representa nosso poder Divino.

Isso nos ajuda a nos expressar de maneira mais aberta e livre, sem nos deter. Isto também nos ajuda a construir a confiança em nós mesmos, inclusive em nossos dons, talentos e a presença geral neste mundo.

Feliz Eclipse !
Emmanuel

https://emmanueldagher.com/energy-forecast/
Tradução: Regina Drumond- reginamadrumond@yahoo.com.br

Favor manter os créditos ao compartilhar esta mensaem.

10/07/2018

Conexão da Semana: A Lembrança


                  Conexão da Semana: A Lembrança
Nas porções da Torá desta nova semana encontramos um trecho (Números 33:01) que faz uma reavaliação da longa jornada de um povo desde a saída do Egito, até a chegada na Terra Prometida, passando por 42 cidades. Mas por que citar nominalmente cada um dos pontos de uma longa e árdua caminhada? Por que fazer isto às vésperas de penetrar o tão sonhado lugar de destino?

Quando a Torá nos conta uma história, fala sobre algo que acontece em nossa vida. Assim, o texto nos diz para, neste momento, também re-avaliarmos nossa jornada e destacar pontos importantes. Em quais pontos foi preciso parar, receber uma benção, para  então seguir em diante?

Enxergar as bênçãos já recebidas reforça a nossa confiança e nos ajuda a lembrar que não estamos sós. A lembrança serve para isto. O passo seguinte é mais difícil: Consiste em abandonar o passado e o futuro, já que nossa mais profunda realização só acontece aqui e agora.

Shalom!
Atenção: No dia 10/07 vamos começar juntos o curso on-line dos 72 Nomes de Deus: imperdível! 
A seguir a mini-aula da semana: http://www.youtube.com/watch?v=QNdntOWr6Pg 
[]s Ian Mecler.
  

09/07/2018

ENERGIA E VÍCIOS - COMO ESTIMULAMOS A NOSSA DOR PARA ALIVIAR O NOSSO SOFRIMENTO

ENERGIA E VÍCIOS - COMO ESTIMULAMOS A NOSSA DOR PARA ALIVIAR O NOSSO SOFRIMENTO

Mensagem de Jennifer Hoffman
9 de Julho de 2018

As coisas podem ficar um pouco turbulentas esta semana, pois temos um forte eclipse na sexta-feira, 13 de julho, que irá perturbar algumas pessoas individualmente, e mudar a narrativa coletiva em muitos aspectos. Este eclipse também está no grau oposto, 20 de Câncer, da próxima conjunção Saturno / Plutão em 2020. Mais um evento que prepara o terreno para esse aspecto importante. Lembre-se de permanecer na sua intenção, tenha limites fortes e concentre-se no seu próprio caminho. As escolhas que os outros fazem estão alinhadas com sua própria jornada de ascensão e, embora você não possa entender por que eles fazem o que fazem, é o que eles acreditam ser certo para eles.

A consciência energética está aumentando para a consciência coletiva e esperamos que ela leve a uma compreensão de como a energia impacta nossas vidas, escolhas e realidades físicas e emocionais. No seminário on-line Segredos do Trauma da Alma, falei sobre como os vícios são parte do nosso trauma da alma. Recebi muitas perguntas sobre isso e vou abordar isso no artigo desta semana.


A ENERGIA DOS VÍCIOS

Eu sempre ensinei que as Feridas da Alma no segundo centro de energia, no segundo chacra, cria um potencial para os vícios e o comportamento viciante. Este centro de energia controla a nossa criatividade e,também,determina como nos valorizamos.Quando fomos marginalizados, rejeitados, abandonados ou ignorados pelas pessoas com as quais contávamos para construir a nossa autoestima, pais e membros da família, cria-se um buraco negro emocional que usaremos quaisquer meios para preencher.

E se este buraco negro emocional começa na infância e quando ficamos adultos, ficamos desesperados para criar maneiras para sentir que temos um direito de existir, de nos sentirmos vistos, valorizados e validados, de transformar nossa energia criativa para preencher a nossa dolorosa necessidade de integridade emocional.

Eu conheci uma vez alguém que era viciada em compras. Ela gastava milhares de dólares em roupas, sapatos e jóias em suas viagens diárias de compras. Quando ela ultrapassava o limite dos seus cartões de crédito, ela conseguia novos, sob diferentes nomes. Seus armários estavam cheios de roupas novas e sem uso, com etiquetas, e ela ainda comprava mais. Naquela época, ela era chamada de "viciada em compras" O que dirigiu o seu comportamento foi uma necessidade profunda e motivadora de atenção, de se sentir especial, amada e valorizada. Qualquer vício é um poderoso impulso para se engajar em comportamentos que não compreendemos ou que não podemos controlar, mas é a combinação de uma necessidade emocional, junto com a dor energética não resolvida das feridas da alma, o que cria uma abertura para o comportamento viciante.

Eu sempre ensinei que as Feridas da Alma no segundo centro de energia, o segundo chacra, cria um potencial para vícios e comportamento viciante. Este centro de energia controla nossa criatividade e também determina como nos valorizamos. Quando fomos marginalizados, rejeitados, abandonados ou ignorados pelas pessoas com as quais contamos para construir nossa auto-estima, como pais e membros da família, cria-se um buraco negro emocional que usaremos qualquer meio para preencher. E se esse buraco negro emocional começa na infância, no momento em que somos adultos, estamos desesperados para criar maneiras de sentir que temos o direito de existir, de nos sentirmos valorizados e de sermos validados, transformando nossa energia criativa para preencher nossa realidade. necessidade dolorosa de integridade emocional.

Quando nossa energia criativa é sequestrada para curar nossos sentimentos de inferioridade, nossa dor se torna um ímã para qualquer coisa que, esperamos, nos ajude a nos sentir melhor. Assim, tentamos acabar com a dor alimentando-a e isso rapidamente se transforma em um vício, porque a dor é um poço sem fundo que precisa de uma reposição energética, não de outra refeição.

Viciados não são apenas usuários de drogas, eles são pessoas que procuram qualquer tipo de distração de sua dor e se envolvem em uma variedade de comportamentos como esportes radicais, exercícios, compras, bebidas, dieta, alimentação, trabalho, pílulas e muito mais. O tipo de vício não importa, porque tudo é direcionado para o mesmo objetivo - queremos nos sentir completos, íntegros, sem dor e felizes. Estamos energeticamente incompletos e precisamos corrigir o problema de qualquer maneira que pudermos.

As feridas da alma resultam do trauma energético que experimentamos nesta e em outras vidas. Elas são criadas quando vivenciamos circunstâncias desafiadoras da vida, como abandono, traição, perseguição, morte, sentimento de abandono por Deus e de coisas que acontecem conosco e com entes queridos que nos fazem sentir desamparados e impotentes, descontrolados e ineficazes.

Elas têm uma forte assinatura de energia de dor que pode dominar a nossa realidade, de modo que tudo o que fazemos é focado em aliviar a dor, mesmo que por um breve momento. O profundo anseio por plenitude pode nos obrigar a criar uma "falsa congruência", onde tentamos preencher as lacunas de alegria com qualquer coisa que pensamos que aliviará a dor. O problema é que isso não cura a dor, então precisamos de mais para mantermos as lacunas preenchidas, e é isso o que cria os vícios.

A menos que entendamos que há uma fonte dessa dor e possamos abordar essa fonte primeiro, qualquer intenção que tenhamos de curar a nós mesmos não funcionará. É como se comprometer com uma dieta e ingerir alimentos saudáveis ​​durante o dia, e depois beber compulsivamente, ingerir batatas fritas e refrigerantes à noite. A verdadeira fonte de cura é resolver a ferida da alma e curar as lacunas de energia e, em seguida, poderemos liberar os vícios, porque não precisamos mais deles.

Uma vez que você entenda sua conexão energética, você pode estabelecer seu caminho de cura e isso o ajudará a se engajar em uma autêntica jornada de cura, cujo resultado criará a vida saudável, integral e congruente que você desejou por muito tempo.

https://enlighteninglife.com
Tradução: Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br
***
Gratidão, Paz, Luz!

Você tem o Chakra da raiz equilibrado? Aprenda como testar e curar.

Você tem o Chakra da raiz equilibrado? Aprenda como testar e curar.

A viagem para casa



A viagem para casa


Para muitos de nós, a vida pode parecer por vezes como o título da famosa peça de Eugene O ' Neill “Longa jornada pela noite dentro”. Podemos estar rodeados de lutas. A vida pode parecer, às vezes, um desafio. No entanto, o que nos mantém na viagem? Levantamo-nos cada dia para prosseguir numa missão que é muito maior do que nós próprios. Sim, a vida tem os seus altos e baixos, mas pode igualmente granjear-nos grandes recompensas. É a centelha do Criador que cada um de nós tem dentro, aspirando ser ateada numa chama que nos proporcione a plenitude que buscamos na vida.

Como muitas pessoas que alcançaram a fama ou a fortuna podem atestar, essas coisas não lhes trouxeram a felicidade que esperavam. A nossa Terra Prometida é o estado de se tornar como o Criador, em todos os Seus atributos de amor, partilha, generosidade e bondade. É neste espaço que vivemos uma vida de paz, bênçãos e realização.

Esta semana, completamos o mês de Caranguejo e concluímos o quarto livro da Torá. A nossa jornada pode parecer um longo dia, mas valeu a pena o passeio. Crescemos e tornámo-nos pessoas novas, com corações maiores e uma capacidade de alcançar grandes coisas. Ficámos mais perto de chegar à nossa Terra Prometida, o que quer que esta seja para cada um de nós. Esta semana, damos os passos finais para a vida e o mundo que ganhámos, merecemos, e que foram uma promessa durante tanto tempo.

A orientação que o Criador nos dá esta semana vem na forma de duas porções da Torá. Temos uma porção dupla chamada Matot-Masei. Pode traduzir-se em “a jornada da tribo”. Hoje, embora possamos não o reconhecer, somos as tribos de Israel. Nós somos os grandes descendentes das pessoas sobre quem lemos todas as semanas, e a nossa jornada continua em frente até hoje. Como os israelitas, continuamos a avançar na viagem da vida, continuando a aprender e a crescer. Caminhamos pelo mundo, descobrindo como nos tornarmos os seres de amor e de partilha que é o nosso destino ser.

A tarefa pode parecer simples, mas mesmo depois de milhares de anos, ainda somos incapazes de nos dar bem com o nosso vizinho. A jornada é autêntica, e o objetivo não é fácil. No entanto, a Divindade está sempre connosco ao longo da viagem, guiando-nos, incentivando-nos, e certificando-se de que acabaremos por chegar ao nosso destino. À medida que lemos as jornadas dos israelitas, ganhamos a energia de que precisamos para continuar em frente. Existem 42 paragens mencionadas em Masei. Esta é uma dica para o poder que nos está disponível esta semana. A oração dos kabalistas, conhecida como Ana Beko'ach, é composta por 42 letras. Estas 42 letras constituem as pedras de construção para o mundo e para as nossas vidas. Esta semana, temos a energia que nos permite trazer mais controlo na nossa jornada, garantindo que chegamos ao nosso destino. Um destino de realização, amor e paz. Cada ano das nossas vidas viajamos através de um ciclo que nos aproxima da missão e propósito da nossa alma. 

A história de Matot-Masei é a nossa história. Continuamos ao longo da estrada da vida porque o destino vale a pena. À medida que andamos em frente todos os dias, aprendemos que quando escolhemos o amor, o amor volta para nós como um bumerangue. Aprendemos que cabe a nós agir de forma a compartilhar e cuidar, porque quanto mais amor espalhamos no mundo, melhor o mundo é para todos nós. Alcançar os nossos sonhos implica mais do que apenas trabalho árduo, implica uma transformação interior. À medida que viajamos, recebemos oportunidades de partilhar e de amar os nossos vizinhos. Ficamos a perceber que a vida é muito mais doce, e a viagem mais agradável, quando optamos por segurar a mão do outro, em vez de cerrar os punhos contra ele. Entramos num espaço de realização duradoura e de paz, cada vez que escolhemos sorrir e alargar os nossos corações aos nossos semelhantes. Esta semana é-nos dado o impulso necessário para completar a jornada da vida, para o lar que nos aguarda.

Na sua meditação da semana, torne-se o chefe da tribo. Entre para o lugar do líder. Muitos de vocês que lêem isto podem ser os únicos na vossa família ou círculo de amigos que viajam num caminho espiritual. Desta forma, você é um líder. Você pode liderar, por exemplo, ao escolher o caminho do amor e da dignidade humana. Você pode demonstrar o poder real que é encontrado no amor e na bondade. Veja-se esta semana como o chefe da tribo, guiando a sua alma e as almas dos outros para o tempo em que a paz e o amor impregnam o mundo. Com energia renovada e otimismo, você leva-se a si mesmo e aqueles que ama para a vida dos nossos sonhos.

Uma vida e um mundo onde o amor reina supremo, a bondade prevalece, e a dor e o sofrimento são uma coisa do passado. Esta é a terra que nos foi prometida. É a terra que faz valer a pena a viagem para casa.

Karen

Se você receber este e-mail de um amigo e gostaria de subscrever: clique aqui

01/07/2018

O sol da meia noite


O sol da meia noite

A lua cheia tem sido amiga do homem durante toda a sua existência. Antes davexistência da luz artificial, a escuridão da noite era vasta e impenetrável. Para o ser humano, viajar de noite era perigoso e cheio de desconhecido. Ele confiava nos períodos em que a lua estava mais cheia para prosseguir as suas viagens. Uma noite iluminada por um sol da meia-noite tornava-se um companheiro leal e confiável.

A lua, perto ou no seu ponto mais cheio, cria uma certa magia para todos os seres em toda a terra. Durante as luas cheias, o crescimento da vegetação acelera, a reprodução aumenta em seres humanos e animais, as marés sobem em força, e até mesmo os bebés tendem a ser atraídos para o nascimento. Além disso, a Kabbalah ensina que as almas justas se apresentam durante a lua cheia, oferecendo sabedoria e uma conexão mais profunda com os mundos superiores.

O poder da luz do luar pode empalidecer em comparação com a força e intensidade do grande sol, mas vivemos num mundo de paradoxos. O que parece insignificante e pequeno é, muitas vezes, de grande importância. Nós humanos representamos a inteligência lunar, enquanto o Criador representa a solar. Os nossos corpos representam o recipiente lunar, enquanto a nossa alma é o sol brilhante que nos fornece espírito e energia. Nós não emanamos qualquer luz própria, apenas canalizamos e refletimos a energia do Divino. Diz-se que podemos sobreviver sem água e comida, mas nem uma fração de segundo sem a Luz do Criador.

Esta semana, nós, o recipiente e os nossos corpos, somos erguidos ao nível da totalidade e da unificação completa. O nosso recipiente, que normalmente luta para abrigar a energia da Divindade, finalmente é capaz de se unificar com Ela. Somos restaurados, tornados inteiros, e alcançamos o nosso auge. Brilhamos à noite, alcançando o nosso pleno esplendor, para nos tornarmos o Sol da Meia-noite.

O nosso presente inestimável desta semana é a famosa porção da Torá conhecida como Pinchas. A porção de Pinchas é conhecida pelos kabalistas por ser a porção definitiva da cura. Esta semana, e porção, auxiliam na energia de cura de todos os tipos: física, emocional e espiritual. É um dom notável do Universo que nos é dado numa altura em que começa a aproximar-se o fim do calendário kabalístico e somos capazes de canalizar a energia do ano inteiro.

A história de Pinchas conta a história de Pinchas, o neto de Araão, o sumo sacerdote, e o seu nobre ato de salvar os Israelitas. Corajosamente, travou sozinho uma praga que se desenvolveu entre eles. Pinchas empreendeu actos altruístas para salvar as pessoas, sem pensar nas consequências que tal representaria para si próprio. Agiu com pura nobreza e justiça. Ativou dentro de si a Luz da Partilha, que está dentro de todos nós. Tornou-se totalmente poderoso, trazendo luz para a escuridão. Este ato fenomenal de partilha e sacrifício fez com que o seu nome fosse dado como título da porção. Pinchas mostrou-nos um caminho para fazer o mesmo, criando assim a cura e restauração em todos os níveis do nosso ser.

Reza a história que Moisés nomeou o seu sucessor. O Criador informou Moisés que não iria juntar-se aos israelitas na Terra Prometida e que um novo líder tinha se ser nomeado. Josué foi nomeado o novo sucessor e Moisés transferiu para ele a sua energia de liderança.

Esta porção oferece-nos a completa revelação e maturidade de nós, o recipiente. Esta semana, em que vivemos os últimos dias do mês lunar de Caranguejo, durante o qual somos governados pela lua, a energia do ano inteiro e todo o nosso trabalho concentra-se nos nossos seres. Está agora na altura, como recipiente e lua, de brilhar cintilantes na noite. Cabe-nos agora ativar o Criador dentro de nós e comportarmo-nos com dignidade humana e bondade amorosa. Desta forma, somos capazes de nos tornarmos como o sol e de sermos um governante igual no céu. Depois de um ciclo de um ano de trabalho espiritual, somos capazes finalmente de abrigar a energia do Criador e brilhar com o nosso brilho. Com isto, podemos experimentar a matriz completa da Divindade, concedendo-nos a cura final. Somos nutridos, restaurados e revitalizados como nunca antes. Os nossos corpos são ajudados a ser renovados e os nossos espíritos quebrados são tornados inteiros. É uma semana onde os estudantes de Kabbalah de todo o mundo fazem um esforço extra para se conectar com esta porção devido à inestimável energia benéfica disponibilizada.

Esta semana na sua meditação, imagine-se a si próprio completo e inteiro, conectado na totalidade com o amor incrível do Criador. Como transformámos as nossas ações de auto-envolvimento e egoísmo em altruísmo, verdadeira caridade, e sacrifício pelos outros, estamos cheios de bênçãos cósmicas de Luz, amor, e a força total da Divindade. Todas as feridas estão curadas. Corações partidos são consertados. Os nossos espíritos frágeis são renovados. Os nossos corpos são nutridos e recebem a energia da cura. Nós brilhamos à noite, um regente igual no céu. Como uma pequena vela, somos capazes de iluminar a sala escura que é o mundo, removendo o caos, o ódio, medos e lágrimas da face do planeta. Tornamo-nos uma nova fonte de amor e bondade para o mundo e todos os seus habitantes que tão desesperadamente precisam dele. É a nossa hora de brilhar. Nós somos o Sol da Meia-Noite.


Se você receber este e-mail de um amigo e gostaria de subscrever: clique aqui