Rieu

09/07/2018

A viagem para casa



A viagem para casa


Para muitos de nós, a vida pode parecer por vezes como o título da famosa peça de Eugene O ' Neill “Longa jornada pela noite dentro”. Podemos estar rodeados de lutas. A vida pode parecer, às vezes, um desafio. No entanto, o que nos mantém na viagem? Levantamo-nos cada dia para prosseguir numa missão que é muito maior do que nós próprios. Sim, a vida tem os seus altos e baixos, mas pode igualmente granjear-nos grandes recompensas. É a centelha do Criador que cada um de nós tem dentro, aspirando ser ateada numa chama que nos proporcione a plenitude que buscamos na vida.

Como muitas pessoas que alcançaram a fama ou a fortuna podem atestar, essas coisas não lhes trouxeram a felicidade que esperavam. A nossa Terra Prometida é o estado de se tornar como o Criador, em todos os Seus atributos de amor, partilha, generosidade e bondade. É neste espaço que vivemos uma vida de paz, bênçãos e realização.

Esta semana, completamos o mês de Caranguejo e concluímos o quarto livro da Torá. A nossa jornada pode parecer um longo dia, mas valeu a pena o passeio. Crescemos e tornámo-nos pessoas novas, com corações maiores e uma capacidade de alcançar grandes coisas. Ficámos mais perto de chegar à nossa Terra Prometida, o que quer que esta seja para cada um de nós. Esta semana, damos os passos finais para a vida e o mundo que ganhámos, merecemos, e que foram uma promessa durante tanto tempo.

A orientação que o Criador nos dá esta semana vem na forma de duas porções da Torá. Temos uma porção dupla chamada Matot-Masei. Pode traduzir-se em “a jornada da tribo”. Hoje, embora possamos não o reconhecer, somos as tribos de Israel. Nós somos os grandes descendentes das pessoas sobre quem lemos todas as semanas, e a nossa jornada continua em frente até hoje. Como os israelitas, continuamos a avançar na viagem da vida, continuando a aprender e a crescer. Caminhamos pelo mundo, descobrindo como nos tornarmos os seres de amor e de partilha que é o nosso destino ser.

A tarefa pode parecer simples, mas mesmo depois de milhares de anos, ainda somos incapazes de nos dar bem com o nosso vizinho. A jornada é autêntica, e o objetivo não é fácil. No entanto, a Divindade está sempre connosco ao longo da viagem, guiando-nos, incentivando-nos, e certificando-se de que acabaremos por chegar ao nosso destino. À medida que lemos as jornadas dos israelitas, ganhamos a energia de que precisamos para continuar em frente. Existem 42 paragens mencionadas em Masei. Esta é uma dica para o poder que nos está disponível esta semana. A oração dos kabalistas, conhecida como Ana Beko'ach, é composta por 42 letras. Estas 42 letras constituem as pedras de construção para o mundo e para as nossas vidas. Esta semana, temos a energia que nos permite trazer mais controlo na nossa jornada, garantindo que chegamos ao nosso destino. Um destino de realização, amor e paz. Cada ano das nossas vidas viajamos através de um ciclo que nos aproxima da missão e propósito da nossa alma. 

A história de Matot-Masei é a nossa história. Continuamos ao longo da estrada da vida porque o destino vale a pena. À medida que andamos em frente todos os dias, aprendemos que quando escolhemos o amor, o amor volta para nós como um bumerangue. Aprendemos que cabe a nós agir de forma a compartilhar e cuidar, porque quanto mais amor espalhamos no mundo, melhor o mundo é para todos nós. Alcançar os nossos sonhos implica mais do que apenas trabalho árduo, implica uma transformação interior. À medida que viajamos, recebemos oportunidades de partilhar e de amar os nossos vizinhos. Ficamos a perceber que a vida é muito mais doce, e a viagem mais agradável, quando optamos por segurar a mão do outro, em vez de cerrar os punhos contra ele. Entramos num espaço de realização duradoura e de paz, cada vez que escolhemos sorrir e alargar os nossos corações aos nossos semelhantes. Esta semana é-nos dado o impulso necessário para completar a jornada da vida, para o lar que nos aguarda.

Na sua meditação da semana, torne-se o chefe da tribo. Entre para o lugar do líder. Muitos de vocês que lêem isto podem ser os únicos na vossa família ou círculo de amigos que viajam num caminho espiritual. Desta forma, você é um líder. Você pode liderar, por exemplo, ao escolher o caminho do amor e da dignidade humana. Você pode demonstrar o poder real que é encontrado no amor e na bondade. Veja-se esta semana como o chefe da tribo, guiando a sua alma e as almas dos outros para o tempo em que a paz e o amor impregnam o mundo. Com energia renovada e otimismo, você leva-se a si mesmo e aqueles que ama para a vida dos nossos sonhos.

Uma vida e um mundo onde o amor reina supremo, a bondade prevalece, e a dor e o sofrimento são uma coisa do passado. Esta é a terra que nos foi prometida. É a terra que faz valer a pena a viagem para casa.

Karen

Se você receber este e-mail de um amigo e gostaria de subscrever: clique aqui